• Igreja de N. Sra da Cabeça

 

ÁREA TURÍSTICA ZONA SUL

ESPAÇO TURÍSTICO JARDIM BOTÂNICO & LAGOA & GÁVEA

 

  • Como chegar

  • Localização: Rua Faro, 80 - Jardim Botânico - RJ. Tel: (21) 2512-5565 / (21) 2512-1266

  • Visitação: Diariamente (8h-17h)

 

IGREJA DE N. SRA DA CABEÇA

Em fins do séc. XVI e início do XVII o processo de colonização da cidade do Rio de Janeiro, fundada em 1565, encontrava-se em fase de expansão. As regiões hoje conhecidas por Tijuca, Laranjeiras, Gávea e Andaraí eram dominadas pelos engenhos de açúcar. A construção de capelas tornou-se comum no programa arquitetônico das fazendas e chácaras de proprietários com situação econômica favorável. As capelas poderiam ter a concessão para realizar casamentos, batismos além das missas. Algumas poderiam até conseguir a permissão para ter cemitérios, sendo comum o sepultamento do proprietário e seus familiares. Assim foi edificada a capela de N. Sra. da Cabeça, um dos mais antigos templos religiosos da cidade que manteve sua configuração original. Sua construção remonta ao séc. XVII, por volta de 1603 (segundo alguns, primeira metade do séc. XVIII), à meia encosta da Serra da Carioca, às margens de um riacho, junto à Casa Grande da fábrica de açúcar do Engenho D´el Rei que se estendia por toda a área entre a Lagoa de Sacopenapã (atual Lagoa Rodrigo de Feitas) e as encostas do Corcovado, desde a Gávea até o Humaitá, na área onde hoje está o Jardim Botânico. 

Situada nos terrenos da Casa Maternal Mello Mattos, na Rua Faro 80, na encosta do Jardim Botânico, no Rio de Janeiro, envolta pela mata remanescente da Floresta da Tijuca esta capela passou por reformas em 1856 e na primeira metade do séc. XX, mas manteve as linhas características do período em que foi edificada. Fachada simples composta por frontão triangular e ombreiras de cantaria, duas janelas gradeadas e uma porta almofadada de madeira (com beirais de cantaria). Internamente possui apenas um cômodo pavimentado com lajotas de barro e coberto por abóbada de berço feito de alvenaria. Possui altar de madeira com veios policromados que data do séc. XVIII. O acesso à capela é precedido de alpendre, com telhado apoiado em duas colunetas de estilo toscano.