• Aeroporto Santos Dumont

 

AEROPORTO SANTOS DUMONT

(códigos IATA: SDU, ICAO: SBRJ)

Saiba mais

 

O AEROPORTO (jan12)

Localizado no centro da cidade, opera vôos regionais e estaduais, como os da Ponte Aérea Rio-São Paulo, Rio-Minas e voos de táxis aéreos. 

 

 

Construído em uma área aterrada com o desmonte do Morro do Castelo e inaugurado em 1944, é um dos menores aeroportos do Brasil e dedicado a operar, quase  que exclusivamente, a embarques de pequena distância, funcionando como um aeroporto de "fluxo rápido".

O sistema de transporte urbano oferece táxis e linhas especiais de ônibus, que ligam o Santos Dumont a diversos destinos, inclusive ao outro aeroporto da cidade, o Internacional Tom Jobim. 

Sua construção foi um marco da arquitetura moderna brasileira, com seu duplo saguão, onde destacam-se painéis retratando o sonho mitológico de Ícaro, realizado por Alberto Santos Dumont com o 14Bis. Os jardins em frente ao Aeroporto foram projetados por Burle Marx.  

Em 2007, foi inaugurado um novo terminal para operações de embarque e desembarque de passageiros, o qual foi construído entre o atual terminal e o hangar da companhia aérea Varig. A sua necessidade deveu-se a que este aeroporto tinha uma capacidade de receber apenas 1,5 milhão de passageiros por ano, mas já estava operando com cerca de 4 milhões. Com o novo terminal e a adequação do terminal velho, sua capacidade passou para mais de 8 milhões de passageiros por ano, uma vez que sua área de embarque passou de 500 m² para 1800 m², o que certamente agiliza o atendimento e reduz filas. 

Este novo terminal foi executado com tubos conectores transparentes, construídos em vidro, de modo a manter a belíssima vista que este aeroporto têm do espelho da Baía de Guanabara.

 

SEU NOME, UMA HOMENAGEM A SANTOS DUMONT

Alberto Santos Dumont (1873-1932), foi um engenheiro prático (sem ter tido formação acadêmica nessa área) e pioneiro da aviação, e um dos primeiros a decolar a bordo de um avião, impulsionado por um motor aeronáutico.

Apesar da maioria dos países considerarem os Irmãos Wright como os inventores do avião, por uma decolagem ocorrida em 1903, com o uso de uma catapulta, Santos Dumont foi o primeiro a cumprir um circuito pré-estabelecido sob testemunho oficial de especialistas, jornalistas e da população parisiense. Em 1906, voou cerca de 60 metros e a uma altura de cerca de 3 metros com seu 14 Bis, no Campo de Bagatelle em Paris. Menos de um mês depois repetiu o feito e, diante de uma multidão de testemunhas, percorreu 220 metros a uma altura de 6 metros. O vôo do 14 Bis foi o primeiro verificado pelo Aeroclube da França de um aparelho mais pesado que o ar na Europa, e possivelmente a primeira demonstração pública de um veículo levantando vôo por seus próprios meios, sem a necessidade de uma rampa para lançamento. O 14 Bis teve uma decolagem autopropelida, e por isso Santos Dumont é considerado em seu país de origem, o Brasil, como o Pai da Aviação.

Herdeiro de uma família de cafeicultores prósperos na cidade de Ribeirão Preto; pôde se dedicar aos estudos da ciência e da mecânica vivendo em Paris. Ao contrário de outros aeronautas da época, deixava suas pesquisas como domínio público e sem registrar patentes.

Saiba mais

 
MUSEUS
 
Em Petrópolis, a casa onde morou Alberto Santos Dumont foi transformada no "Museu Casa de Santos Dumont" e no município de Santos Dumont, zona da mata mineira, a 240 km de Belo Horizonte e 220 km do Rio de Janeiro, a casa onde nasceu foi transformada no "Museu de Cabangu". 
 
 
Saiba mais