Dia Internacional do Trabalho (1º de Maio)

1º de Maio, Dia Internacional do Trabalho 

Segundo a história, em 1886 realizou-se uma manifestação pacífica de milhares de trabalhadores nas ruas de Chicago, no estado de Illinois (Estados Unidos), para reivindicar a redução da jornada de trabalho para oito horas diárias. Neste dia, 1º de maio, iniciou-se uma greve geral que resultou, em 3 de maio, num grande conflito com a polícia e a morte de três manifestantes. No dia seguinte, 04 de maio, nova manifestação foi organizada como protesto pelos acontecimentos e culminou na morte, por uma bomba, de oito policiais; reagindo, a polícia matou doze manifestantes e feriu dezenas de outros. Os oito organizadores da manifestação foram presos e incriminados pelo acontecimento, sem que houvessem provas que os conectassem ao lançamento da bomba. Uma grande campanha foi organizada para salvar os mártires de Chicago, mas quatro foram executados, um cometeu suicídio antes do enforcamento e os três remanescentes - condenados à prisão perpétua - tiveram a pena revogada em 1893, quando o governador concluiu que todos os oito acusados eram inocentes.

Três anos mais tarde, em 1889, a Segunda Internacional Socialista reunida em Paris decidiu convocar anualmente uma manifestação para lutar pelas 8 horas de trabalho diário, escolhendo como data o dia 1º de Maio, numa homenagem às lutas sindicais de Chicago. Em 1º de Maio de 1891, uma manifestação no norte de França foi dispersada pela polícia,  resultando na morte de dez manifestantes. Esse novo drama serviu para reforçar o dia como um dia de luta dos trabalhadores e meses depois a Internacional Socialista de Bruxelas proclamou esse dia como dia internacional de reivindicação de condições trabalhistas.

Finalmente, em 1919, o senado francês ratificou o dia de 8 horas de trabalho e proclamou feriado o dia 1º de Maio; em 1920, a Rússia adotou o 1º de Maio como feriado nacional, em exemplo seguido por muitos outros países.

...

Consulta