Peça O Fantasma Autoral (Teatro Vannucci, até 28 de outubro - quinta a domingo)

Peça O Fantasma Autoral 

 

Compre Aqui o Seu Ingresso

>>>https://www.tudus.com.br/evento/teatro-vannucci-o-fantasma-autoral

...

Data: 04 até 28 de outubro

Horário: quinta, sexta e sábado às 21h / domingo ás 20h

Local: Teatro Vannucci

Endereço: Rua Marquês de São Vicente, 52 – Gávea – RJ

http://shoppingdagavea.com.br/teatro/o-fantasma-autoral/
...
...
Até que ponto você deixa alguém interferir na sua arte? E se essa pessoa pagar pelo trabalho? Qual o seu preço? Questionamentos como esses são colocados no palco de O Fantasma Autoral, que estreia em setembro no Rio de Janeiro. A trama traz Bemvindo Siqueira no papel de Miguel, um famoso diretor teatral conhecido por montar peças só de autores mortos e se manter fiel à obra. Tudo muda quando ele se vê sem dinheiro para produzir seu novo espetáculo – “Dois Perdidos Numa Noite Suja”, de Plínio Marcos (vivido por Pedro Garcia Neto) – e tem que contar com Bruno (Alexandre Lino), produtor e patrocinador, que começa a fazer interferências no texto da peça, modificando as cenas para inserir a sua marca na obra.

O texto é a estreia teatral da autora Maria Queiroz Azevedo, que se inspirou em conversas com alguns renomados autores e diretores de teatro ao relatarem a dificuldade, a angústia e o prazer que se tem ao montar ou adaptar uma peça de um autor morto. “Fiquei encantado com a maneira da Maria de escrever e não resisti ao convite dela. Ainda mais para trabalhar com esse elenco que eu admiro tanto: Benvindo, Alexandre e Pedro”, elogia o diretor Ernesto Piccolo.

Realizado pela Maquevedo Produções Artísticas, o texto é metateatral e aborda diversas discussões do mercado artístico, como as dificuldades que as pessoas têm de conseguir patrocínio, as situações às quais se submetem para entrarem no sistema mercado versus arte e como fazer parte dele sem se deixar corromper. “Isso fica bem claro devido a todas as situações às quais Miguel é obrigado a se submeter pelo patrocinador, que faz diversas exigências, entre elas a de inserir sua marca na obra : a ARTEX. O X é o símbolo da multiplicação, contas, dinheiro, mercado, ou seja o nome é a fusão da arte com o mercado, ao mesmo tempo que é arte versus mercado. Vale a pena conseguir um patrocínio e deixar de ser fiel à obra? Essa temática é abordada com bastante humor durante a peça”, explica a autora.

...

Minhas lembranças do Rio 

>>> Facebook +Rio

>>> Atrativos do Rio (inglês   / espanhol )

 

...