História e Samba Enredo 2018 da G.R.E.S São Clemente

  • 10 Janeiro 2018
  • Escrito por
  • em

G.R.E.S São Clemente

...

Data: 11 de fevereiro
Horário: 23h
Local: Sambódromo
...
...

Grêmio Recreativo Escola de Samba São Clemente (ou simplesmente São Clemente) é uma escola de samba brasileira da cidade do Rio de Janeiro, que foi idealizada e fundada por Ivo da Rocha Gomes, João Marinho e Aílton Teixeira. Sua melhor colocação no Grupo Especial do Carnaval foi o 6° lugar em 1990.

A escola ao longo dos anos notabilizou-se pelos enredos cheios de bom humor e críticas sarcásticas aos mais diversos temas. A São Clemente também possui equipes de futebol de areia de várias categorias, sendo um dos poucos grandes times dessa modalidade a não pertencer ao eixo Copacabana-Leblon.

A sede da São Clemente como instituição sempre esteve no bairro de Botafogo, onde permanece até hoje, bairro este com o qual a agremiação possui profundas ligações. Porém atualmente a quadra para os ensaios da escola está localizada na Avenida Presidente Vargas, na Cidade Nova.

A partir de 1984, com a construção do sambódromo os desfiles da São Clemente passaram a acontecer na Passarela do Samba de onde nunca deixou de desfilar. Em 2018, a escola completa vinte participações entre as grandes escolas do primeiro grupo, sendo que, por oito vezes consecutivamente.

Um dos grandes nomes da escola é Renato de Almeida Gomes, filho do fundador. Renatinho, como é conhecido, participa ativamente dos desfiles da agremiação desde os dez anos de idade. Já participou da comissão de frente, da ala, foi diretor de bateria, batizada de "Bateria Fiel", durante 17 carnavais, diretor de esporte e vice-presidente até chegar a presidência em 2002. Na sua gestão, iniciada em 2002, a escola conquistou três dos seus cinco títulos, em 2003, 2007 e 2010.

Samba Enredo 2018:

Vem ver! Convidei Debret

Pra pintar o desfile do meu carnaval

A arte neoclássica impera

No Brasil colonial

D. João! Em nobres traços vê inspiração

E faz um Rio à francesa

Erguendo os pilares do saber

Emoldurando a exuberante natureza

Onde toda forma se mistura

Na mais perfeita arquitetura

 

É a força da mata, salve São Sebastião

Onde o artista encontra o povo, a beleza desse chão

Viu no tom a negritude, viu no índio atitude

O esplendor de uma nação

 

Ao ver a minha obra na avenida

Relembro dos artistas imortais

É a brasilidade dando vida

À arte dos salões aos carnavais

Hoje quem chorava vai sorrir

Os manuais vão reluzir

A missão no peito de quem ama

Em manter acesa a chama

Recriar os 200 anos de história

Numa linda trajetória

Academicamente popular

 

A mais bela arte o samba me deu

Fiz da São Clemente o retrato fiel

Os traços mais finos, com as bençãos de Deus

Deslizam no meu papel