• Praça XV de Novembro

• Praça XV de Novembro

...

...

 

ÁREA TURÍSTICA ZONA CENTRAL

ESPAÇO TURÍSTICO RUA 1º DE MARÇO & PRAÇA XV

 ...

  •  Localização: Na área das ruas do Mercado, do Cais Pharoux, São José, 1º de Março, da Assembléia e Sete de Setembro

  • Como chegar (googlemaps)  

 ...
 
FATOS HISTÓRICOS & MONUMENTOS
... 

...

...

PRAÇA XV DE NOVEMBRO

Esta praça teve origem no aterro realizado em local onde antes coexistiam pequenas lagoas, charcos, pântanos, mangues e trechos de mar. Era um largo situado diante da ermida de Nossa Senhora do Ó - nome provindo das antífonas cantadas nas cerimônias religiosas que louvavam a Virgem Maria começando pela exclamação Oh ! - onde se instalaram os primeiros carmelitas e que já fora ocupada pelos beneditinos. O largo chamava-se do Rossio ou Rossio do Carmo, mas para povo era o Terreiro da Polé, pois lá se encontrava o pelourinho (onde estava instalado o tronco, instrumento de tortura para castigar os negros), ou ainda Terreiro do Ferreiro de Polé, pois nele havia o único ferreiro das proximidades. Onde era a ferraria, ergueu-se mais tarde a casa dos Teles, cujo arco e fachada de uma delas, a do centro, chegaram a nossos dias. A praça estendia-se da Rua Direita (hoje Rua Primeiro de Março) à Igreja de São José, que ficava junto ao mar, próximo ao mercado. Neste extenso areal à beira mar - local do antigo Porto do Rio -, em 1700, o Governo do Rio de Janeiro adquiriu dos padres carmelitas as casas do lugar, e instalou os armazéns reais. Em 1723 foi concluída, no largo, a construção da Casa dos Vice-Reis, sede do governo (deve-se a denominação “casa” ao fato de ser proibida a designação de “palácio”, reservada apenas às residências régias), e um chafariz em 1752 (?), projeto de Mestre Valentim.
 
Em 1808 com a chegada da família real portuguêsa, a casa transformou-se em Paço Real e a praça que adquiriu o nome de Largo do Paço passou a testemunhar importantes momentos da história do Brasil, como O Dia do Fico, as coroações de D.Pedro I e de D.Pedro II, a Abolição da Escravatura e, em 1889, o comunicado de deposição do imperador Pedro II e a extradição de sua família e auxiliares. Desta forma, o Largo do Paço abrigou de 1743 a 1889 o poder central, não só da cidade do Rio de Janeiro, como também em âmbito nacional, quando se sucederam três períodos de Governo -  Colônia, Império e República - tendo o Rio de Janeiro como capital. 
 
Projetado pelo arquiteto francês Grandjean de Montigny, existiu nesta praça um grande Mercado Municipal que ia até a Rua do Ouvidor, teve sua construção iniciada em 1825 e ficou pronto em 1841. Com as obras de reconstrução da cidade por Pereira Passos, no início do séc. XX, foi demolido e em seu lugar surgiu um outro prédio todo metálico construído na Inglaterra e na Bélgica. Dele atualmente resta apenas uma de suas torres metálicas, que eram cinco, onde funciona o Restaurante Alba Mar. No cais, semelhante ao de Lisboa, foi acrescentado outro, em 1902, que recebeu o nome de Cais do Pharoux. Ao fundo da Praça, mas já pertencendo á Rua Primeiro de Março, existe ainda o importante conjunto arquitetônico formado pelo antigo Convento e pela Igreja do Noviciato do Carmo - que foi a Catedral Metropolitana até mudar-se para a Av. Chile - e pela Igreja da Ordem Terceira de Nossa Senhora do Monte do Carmo.
 
O espaço que abrange o Paço Imperial, o Convento dos Carmelitas, o Arco do Teles, a Travessa do Mercado, o chafariz em 1752 (?) - projeto de Mestre Valentim -, e dois monumentos (estátua eqüestre do General Osório - datada de 1894 -, e estátua de D. João VI - doação do governo português pelo IV Centenário da Cidade do RJ), guarda muito da memória do Brasil. Pode-se dizer que foi na Praça XV de Novembro - assim chamada após a Proclamação da República - que a história do Rio começou, pois foi palco de variados acontecimentos históricos, chegadas e partidas, exílios e acolhidas, além de cenas do cotidiano da cidade do RJ (motivos nos desenhos de Debret, de 1817 a 1831). 

...

Destaque:

Saiba mais:

...

...

Minhas lembranças do Rio 

>>> Facebook +Rio

>>> Atrativos do Rio (inglês / espanhol )

...

...

SEJA UM ASSOCIADO MAISRIO E DESFRUTE DE 

Vantagens: gratuidades, prêmios e descontos em caminhadas; participação em sorteios; descontos exclusivos em produtos; e muito mais.

>>> LINK PARA SE ASSOCIAR